domingo, 27 de janeiro de 2013

SONHOS NA PRAIA





O sol por entre as rochas
Despede-se em brisa amena
Junto à espuma das ondas
Que se espreguiçam
Na areia da praia

Sonhos de desejos
E que ao entardecer
São levados p’las águas do mar

No silêncio da noite
Estrelas dão luz
A um lugar vazio
Numa praia de sonhos
Onde o areal quente
Clama por ti

Tua presença distante
Faz meu corpo sentir frio
No ardor de um abraço…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

SUAVEMENTE





Desperto
Como por mistério
Sentindo o teu corpo em mim
Segredo de um devaneio
Que transporta minha alma
De olhos fechados
Boca calada
Fluindo na mente

Mãos que tocam
Sem sentir
Um quente abraço
Onde coração sofre
Da distância percorrida
Por vales e montanhas
E do nada
Encontram sinais

Através do pensamento
Olha em meus olhos
E verás a alma
Que sem falar
Palavras nuas, transparentes
Entrarão em ti
Subtilmente…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC