sábado, 25 de maio de 2013

NOSSO BEIJO




Como adoro o teu beijo, amor
Que o bebo, mesmo antes dos lábios se tocarem
Porque um beijo dado com ardor
Até na Alma é sentido

E quando nossas bocas se juntam,
Na mesma sintonia,
Que nossas línguas trocam
Em suave bailado

A vontade é uma só,
Quando os lábios se unem,
É no mesmo ar ao respirar
D’um amor a saciar

Com um beijo, a saudade acalma
No instante que é dado,
Para voltar mais tarde…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

VONTADES




Como desejava,
Ser a manhã que te desperta,
O sol que suavemente te acorda
Em doces carícias

Como desejava,
Estar nos dias, nas horas e minutos
Que por ti passam,
Pois é contigo que estou

Como desejava,
Ser a brisa que passa e te toca,
Num carinho e enlevo,
Com a dedicação de quem te ama

Como desejava,
Ser a fruta que degustas lentamente,
E que delicadamente sentes

E em pensamentos e sonhos
Nas minhas vontades, vivo emoções,
De serenamente enlaçados
Um sentir pleno e amado…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

NOSTALGIAS




Em teu pensamento
Me inspiro para acordes,
Leves, suaves
Como de um beijo
Ao acordar

Música em meus sentidos
No calor d’um abraço,
Em dois corpos
Estreitados

Melodia pura,
Mas que motiva tal emoção,
Bate forte e descompassado
Um coração louco

Canto para esquecer
Minha melancolia,
Em refrão de saudade,
Num tom piano,
Quase sussurrando,
Em voz embargada
Com mistura de lágrimas
Nesta solidão

Rola uma lágrima pelo rosto
Como que lavada pela tua ausência,
Para aquecer meu coração
E suavizar esta melodia sentida
Que tolhe minh’alma…



Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

sexta-feira, 24 de maio de 2013

MÃOS QUE FALAM




Mãos nas mãos,
Um conforto,
Com carinho,
Ocultando palavras
Mas dizendo: Estou aqui

Mãos
Que trazem alívio
À alma e ao coração,
Por vezes perdidos na solidão,
Em silêncios escondidos
Por dores profundas

Mãos
Que difundem paz,
Reproduzem serenidade,
Emanando uma ligação no enlace,
Sentida em pensamento

Mãos
Que sanam mágoas
Doridas na tristeza,
Sem ousar falar

Mãos
Entrelaçadas em melodia
Entoando a mesma canção
Numa única voz…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

ENLEIOS DESNUDADOS




Vem de mansinho
Num abraço
Com teus braços
Num calor de amor
E beija-me até ser manhã

Dois corpos unidos
Semi-nus encostados,
Em ondas de prazer
Onde as palavras não contam

Sentimentos à deriva
Onde a alma profunda fala,
Na distância do ardor
Do enlace desejado,
Pretendido, amado

Sonhos do sentir na pele
Carícias apetecidas,
Como uma brisa doce passando,
Por misteriosos trilhos
No deleite d’um encontro

Oh luz da exaltação,
Estreita teus ramos com tenção,
Pois o ardor no peito clama,
O calor de teus braços
Que aquece e enche o coração…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

QUERER ASSIM





Lábios que se unem
No remoinho do amor,
Corpos colados despertando emoções

É o amor, com muito ardor,
Acendendo os corações

É amor,
Ternura,
Carinho

Do desejo, da paixão
Que chega devagarinho,
E termina num grande enlevo

Beijo que causa emoção,
Corpos que não se separam,
Mãos que sem cessar se tocam
Em carinhos constantes
Amor sem fim,
Corpos cansados, suados

Ficam quietos,
Depostos

Mas permanecem abraçados,
Apaixonados
É sinal do amor…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

quinta-feira, 23 de maio de 2013

IMAGEM D’ÁFRICA



África
Terra de encantos,
De uma magia sem igual,
Encadeias com sorrisos na alma
E esperança no olhar

África
Símbolo de mulheres bonitas
Lutadoras e destemidas
Mostrando a sua valia,
Como Rainha Ginga

África
Encantamento e feitiço
Em todos os rituais,
Dos batuques à tardinha,
Com marimbas e kissanges
Fazendo os corpos ondular
Em danças mágicas

Oh África,
De tão longe, estás tão perto
Mas sempre presente….

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

quarta-feira, 22 de maio de 2013

DESEJO-TE TANTO




Amo-te, sim,
Desde sempre,
Ontem, hoje

Fazes parte de mim
Pois vives no meu ser,
Na minh’ Alma

Deste-me força e coragem nos meus passos,
Mas quando parti,
Sim, porque parti,
Trouxe-te comigo num coração rasgado,
Esventrado de angústias

Sabes, um dia voltarei para ti,
Porque não desisti,
Por te amar tanto, desde sempre

Amo-te tanto,
Que as minhas lágrimas caiem,
Quando não quero chorar mais
Por ti … Angola!


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

CONFORTO D’AUSÊNCIA




Como te sinto por inteiro,
Mesmo de uma maneira simples
Mas que enches a Vida

Que sensação,
Pois penetras em meu ser,
Com toda a tua fragrância,
Sem rejeitar um abraço nos teu braços,
No encaixe perfeito

Sentir e descrever-te
No silêncio das noites,
Em beijos dados, mansamente,
É como esquecer nossos tormentos
Diante de saudosas emoções

E assim escrevendo,
É como bálsamo para minh’Alma…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

terça-feira, 21 de maio de 2013

ATRAVÉS…




Uma palavra,
Um coração,
Um sonho,
Um pensamento,
Através do tempo…

Uma mão,
Um abraço,
Um corpo,
Um desejo,
Através da distância…

Uma alma,
Um beijo,
Um querer,
Um morrer,
Através dos sentidos…

Ah, como através de tudo
A nossa alma sente a distância,
Mas mesmo assim está presente
No aconchego do amor ausente….

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

segunda-feira, 20 de maio de 2013

MESMO LONGE




O destino existe,
E num pedido às estrelas
Tudo se concretiza

No sonho do amor,
As janelas abrem-se de par em par
Para mostrarem a magia de ser feliz

Ao brilho do teu olhar,
Nem sei explicar,
Apenas sinto,
Para que não fiques longe de mim

A nossa paixão é verdadeira,
Mas arrojada,
Em sussurro na ausência

Confiamos em nosso amor
Pois o desejo domina,
No calor do abraço
E no olhar d’um beijo…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

TEMPO SEM TEMPO




Horas do tempo que passa
De um tempo nunca perdido,
Num relógio sem tempo,
Mesmo que presente
Mas sempre ausente

Horas,
Minutos,
Segundos,
Sem tempo que conte
As tristezas sofridas,
Lágrimas caladas,
Soluços abafados

Que o tempo volte atrás
Ou se esqueça que o tempo existe
Nas nuvens do pensamento
Dum presente transformado
Para um futuro desejado

Oh tempo doado na brisa
Que passa suave em forma de caricias
E de braços abertos eu aguardo
Para um abraço teu….

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

domingo, 19 de maio de 2013

TEU CORPO,MEU PORTO




Naufraguei em ti
Nos meus sentimentos
Desejos,
E vontades

Teu corpo conquistou-me
Em caricias,
Num despertar
E em entregas mútuas

Nas roupas molhadas,
Rasgadas,
Desnudei-me lentamente
fazendo de ti meu porto

É assim que eu quero estar
No sentir o teu desejo
E loucura,
Em beijos de paixão
Que nos fazem perder…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

TENHO SAUDADES




Tenho saudades dos sonhos vividos
E de outros tantos não passados,
Sendo apenas promessas

Tenho saudades dos beijos dados
Mas também roubados,
E d’um amor que nasceu em mim

Tenho saudades de tudo que escrevo,
Sobre nossa história d’amor,
Até do que ainda não escrevi

Tenho saudades das palavras não ditas
Mas lidas pelo coração
No calor d’um abraço

Tenho saudades de ti…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

TANTO AMOR




Olho para o teu retrato,
E envolve-me uma magia,
Amando-te neste silêncio,
Pelos momentos de paixão

Penso na quantidade de palavras
Que poderiam ser ditas,
Dos gestos, toques,
Como da fragrância que ainda sinto de ti

Ah, que louca vontade de sentir os teus beijos
Para matarem esta saudade e vazio
De tua ausência, que me angustia

Mas olho para o retrato,
E vejo o teu sorriso
Num abraço quente, que me envolve
Em braços distantes,
No doce encanto por te amar…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC