sábado, 28 de maio de 2011

NOS



Vem,Amor..



Mãos nas mãos,



olhos nos olhos,



repetindo sem parar..



Amor...amor..



Doc querer



que tudo transforma



noites de breu nas mais cintilantes



luar cristalino rompendo o nevoeiro



para espreitar a nossa Felicidade!



Os nossos olhos pedem



beijos molhados



sugados e meigos



e os corpos num frenezim



de exaltação



colam-se com um abraço



onde as mãos percorrem



caminhos de delírio...



Somos dois corpos



num só !!!!

1 comentário:

  1. FÁTIMA MINHA POETISA DO AMOR...

    ESSE POEMA FAZ A GENTE GEMER SEM SENTIR DOR...

    AFFFFFFFFFF ...... RSRSRSRRSRSRSSSSS

    ResponderEliminar