quinta-feira, 26 de maio de 2011

PALAVRAS



Soltam-se as palavras



numa distancia



soltam-se olhares



numa imaginação



onde o vento



baila musica suave



o céu pintado



de tons quentes



suavizando com nuvens doces



mãos que tocam



mas que só encontram



vazio...



corpos que se querem unir



em desejos



sonhos



como real fosse



de uma praia



numa ilha desconhecida



onde nada se esvai



a realidade



é presente em desejo



o querer tem força



de quem ama



palavras escritas n'areia



não são levadas p'lo mar



ilha do amor



na imaginação



de quem ama



quem quer



de quem deseja....






2 comentários:

  1. As "mãos" de nossas palavras
    Acariciam nossos Sonhos e Desejos.

    ResponderEliminar
  2. Li várias vezes este seu poema ,
    Na verdade para memorizar bem esse descrever de um amor que só se faz em ilusão...como é lindo o som de tais palavras, levadas pelo ar através da imaginção , numa suavidade que enleva o ser ,e vence tempo e espaço na esperança de romper as barreiras que impedem o amor de se fazer...
    Quando o amor é sublime.. não tem dificuldade ...só existe mesmo ...a eternidade do querer...
    neste caso , palavras escritas nas areias do tempo vão para sempre sobreviver....

    Intenso , doído , sublime e verdadeiro....
    Bem urdido pelo seu sentimento.

    ResponderEliminar

SENTIMENTOS SEM PALAVRAS