sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

INQUIETAÇÃO DO BEIJO




O teu enleio
Tem calor

As mãos são suaves
Em carícias

Um beijo leve
De mansinho
Faz estremecer
Minha alma

Beijo pedido
Deixando
Um olhar mudo
Mas falado

Lábios que se tocam
Ávidos do sentir
Perdidos no tempo
Na presença inquieta
Desafiada d’um beijo

Um abraço terno
Aconchego dos corpos

Bater descompassado
Dos corações
Porque vibram, exaltam

O instante do beijo
Lento, pausado
Mas perdido na razão...


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENSATEZ?