quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

PRANTOS NO MAR




Navio da vida
Desfralda as velas
Dos mastros da alma

Navega pelos mares da solidão
Em delírios de temporal
Rasga as vagas imensas
Sob um céu de estrelas
Procurando um mar de calmaria

E divagando para lá do horizonte
Larga a âncora
Somente onde o vento sopra suave

Segreda brandos teus queixumes
À corrente mansa que te acerca
E voga para bem longe
Deixando as tristezas bem fundo
Nas redes de teu arrasto …


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

AO TELEFONE TUA VOZ, NOSSO DESEJO