quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

DEIXEM-ME…





Deixem -me sonhar
Livre na imaginação
E quando não puder
Desisto e fecho os olhos
Sem pensar

Deixem-me sonhar
Em sonhos por inventar
Num desejo incontido
De gosto de voar

Deixem-me sonhar
Para minha alma se espalhar
Em distâncias sem barreiras
Talvez para não voltar

Deixem-me sonhar
Quero ser feliz um dia
Sem que meu coração pare
E nem os meus olhos fechar

Deixem-me sonhar
Sentimentos em nuvens brancas
Sentir o calor do teu abraço
Mesmo que seja em fantasia
Para minh’alma exaltar d’alegria

Mas deixem-me SONHAR…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário