sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

MUNDO SÓ NOSSO





Colheste-me
Em teus braços
E tudo que restava de mim

Corpos desnudados
Lado a lado,
Onde odores saboreados
Em olhares calados
Pediam mais

Lençóis amarrotados
Têm ainda a fragrância de uma paixão
Degustada lentamente
Louca,
Incontida,
Mas sublime

Em quatro paredes
O mundo foi esquecido
E parou…
Apenas o do amor ainda existe…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário