sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

MAR NOSSO





Vejo um horizonte presente
Num mundo que é nosso
Em distância sem barreiras
Correndo em marés desejadas
Do mar dos abraços ternos

Remoinhos de beijos
Em correntes que se enlaçam
Bramindo loucas sensações
De dois corpos ligados em alto mar

Rebentam as ondas e espuma
Estendendo-se encantadas
Nas areias finas da praia
Onde vagueio esperando-te…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU MULHER E MISTÉRIO