quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

SOL DA NOITE





Dá-me a tua mão
E vem espreitar o sol na noite
Entrar em noutra dimensão
Com luas cor de fogo

Que se separe o céu da terra
E se unam constelações
Para lá da via láctea

São paixões entrelaçadas
Guiadas por estrelas cadentes
De desejos ansiados

É fogo em brasa
Chama ardente
Que rasga a alma de quereres
Em por de sol escaldante

Teus ramos do abraço
Aquecem meu aconchego
Onde descanso no teu peito
Sem palavras de nosso desejo …


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário