sexta-feira, 15 de agosto de 2014

SE...

SE…

Se ouvires dizer que não te amo,
Que deixaste um vazio,
Uma solidão sem ter fim,
E que não sei se ainda existo
Ou se vagueio em mim

Se te disserem que sorrio
Trazendo alegria no olhar,
Não acredites
Em contos falsos
Que nos fazem magoar

Se olhares para o espelho
E vires a minha imagem refletida,
É a vontade que fala por nós
Numa paixão maior

Se amanhã sentires a cama vazia
E ao calor do abraço
Um arrepio na pele,
Sou eu, sussurrando ao ouvido
Palavras caladas e doces
Ditas p’lo coração…

Fátima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário