sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

ELEITO




Em meus silêncios
Elegi-te
Nas noites sem estrelas
Elegi-te
Em minhas procuras
Elegi-te
Ao olhar o horizonte
Elegi-te
Em cada amanhecer
Elegi-te
No sentir d’um abraço
Elegi-te
Em cada palavra que não falei
Elegi-te
Deixando meus pensamentos voar
Elegi-te
Abrindo a alma ao sabor da paixão
Elegi-te


Fátima Porto
ATENÇÃO: Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário