quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

ESPERANDO





Vi-te partir com um breve acenar
prometendo voltar...
Olho em meu redor e não te encontro
mas sinto-te presente.

As minhas mãos estão vazias
E a minha alma esgotada...


Eu não oiço o meu grito
porque a dor do meu coração
aperta, sufoca.

Uma lágrima rola na minha face
tímida, mas sentida nesta dor...

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU MULHER E MISTÉRIO