sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

FRAGRÂNCIAS




Perfumes…
Para que servem
Se mesmo à distância
Ainda sinto o teu odor

Nem as mais belas flores
Tem o teu cheiro
Vindo do beijo pelo anseio

Ventos trazem a fragrância de ti
Num calor que me abafa
No frio silêncio do entardecer

Um abraço perdido em mim
O murmurar suave da tua voz
Faz acalentar minha alma

São as asas perdidas na imaginação
Que me fazem mais perto de ti
Pois nossos odores se envolvem
Como o próprio Amor…

Fátima Porto
Fotografia de: Bruno Caratão
ATENÇÃO: Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

QUANDO NOSSAS BOCAS SE UNIREM