sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

MEMÓRIAS NO PRESENTE




Os anos passaram
Numa esquina do tempo
Tantas vidas cruzaram
Memorias perdidas

Sentimentos largados ao vento
Onde cabelos brancos
Não escondem histórias
E vivências d’um tempo
Que não volta atrás

Em desejo acordado
Como que por magia,
Numa praia distante
Onde brisa suave e calma
Fez renascer à vida

Anos perdidos
Presente que existe

E futuro?
Ninguém sabe…
Escrevendo nas asas do vento
Degustando-se palavras nos olhares
No sentir quente d’um abraço…


Fátima Porto
Fotografia de:Alexandre Coelho
ATENÇÃO: Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

QUANDO NOSSAS BOCAS SE UNIREM