domingo, 14 de julho de 2013

PENSO …

PENSO …

Ah noite,
Que velozmente acabou,
E em que nossos corpos,
Nus e juntos
Se colaram
Com meiguices e beijos

Nas tuas mãos
Leves, deleitosas,
Que em meu corpo erraram,
Fazendo-me pulsar,
Encrespar a cada toque

Nas coxas que se aliaram
Num enredar d’um amor,
Que se expandiu em enlevo,
Enquanto nossas bocas
Cruzavam beijos desejosos

Penso na noite que passou,
Onde o amor reinou
Numa ânsia de quer mais…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

RASAS E ESPINHOS