domingo, 7 de julho de 2013

RECADO PARA TI

RECADO PARA TI

Desejo redigir
Juras perfeitas,
Queridas,
Do fundo da minh’alma

Medito,
Considero,
Imagino-te
a mim cingido,
Mas palavras não se encaixam
Neste envolver

Para quê escrever
Se tua figura,
O envolvimento,
Murmuram melhor
Que mil palavras gravadas

É só uma mensagem
Pra quando eu não aparecer ….

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

É NA PENUMBRA