sábado, 14 de junho de 2014

EM NOITE DE LUAR

EM NOITE DE LUAR

Lua,
Que marca sua presença
Na tua ausência
Quando olho as estrelas do céu

Abraço-me
Ao vento que passa
Que traz calor teu

Minh’alma
Sente teu ser
Em anseios que carregas
E que calas baixinho

Junta-te a mim
Em corpos nus
No desejo ardente
De tanto querer oculto…


Fátima Porto

2 comentários:

  1. Dizem que em noites de LUAR
    Um lobo solitário sai a vaguear
    Em busca de um elo perdido
    Mas jamais esquecido.

    Então seu faro detecta
    O inconfundível cheiro da Flor
    E ele uiva contente
    Pois terá uma noite de amor.

    ResponderEliminar

PEDRAS DA CALÇADA