segunda-feira, 30 de junho de 2014

SAUDADES DE TI

SAUDADES DE TI

Sinto saudades de ti,
Porque os caminhos da vida
Não são só pétalas,
Eles têm rosas com espinhos
Que magoam e ferem
E nos esventram a Alma
Abrindo feridas profundas
Fazendo chorar lágrimas de fel

Sinto saudades de ti,
Como o orvalho da manhã
Que rega a tristeza da noite
Em solidão escura que os olhos sentem
Onde as mãos procuram no vazio de nada

Sinto saudades de ti,
Gritando teu nome e o eco traz tua voz
Calando baixinho o bater de um coração
Alterando o desgosto em alegria quando te ouve
Querendo-te como és mesmo

Sinto saudades de ti,
Por que…

Fátima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário

PEDRAS DA CALÇADA