quinta-feira, 26 de junho de 2014

PENSAMENTOS

PENSAMENTOS

Oh pensamentos,
Que na distância torturam
Fazendo apertar o peito
Numa dor de saudade

Oh pensamentos,
Que voam ao entardecer
Trazendo o brilho das estrelas
D’uma noite sem fim

Oh pensamentos,
Que fazem dilacerar a alma
Num rolar de lágrimas no rosto
Pela tua ausência

Oh pensamentos…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

PEDRAS DA CALÇADA