sábado, 4 de junho de 2011

AGORA


Vulto de mistério

que me segues,

persegues....

Envolto em tua capa

negra como a noite...

Escondes-te dos outros

mas vens a mim..

Deixa cair tua capa

Desnuda-te

de corpo e alma

Quero-te

como és..

Aqui e agora !!

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO