sexta-feira, 17 de junho de 2011

MULHER


Mulher amada
querida
desejada
Mulher explorada
dada
inventada
imaginada
Mulher que se troca
que se baixa
rebaixa
Mulher que se mostra
que se vende
que se troca
Mulher que se doa
que se magoa
que se fere
Mulher que anseia
uma migalha d'amor
mas que é vexada
torturada
em querers animalejos
por um despejo
de sexo
Ergue-te
porque és MULHER

2 comentários:

  1. Sim Fatima entendo isso , mas sem comentarios bjs

    ResponderEliminar
  2. Poema forte...denso... fortemente sentido a mim.
    Tocou-me. Muito. ❤

    Parabéns por vosso lindo espaço poético, Fátima!! ❤
    Seguindo-a... com carinho e admiração ao vosso trabalho!!
    Beijos de bem querer... ❤

    ResponderEliminar

É NA PENUMBRA