terça-feira, 28 de junho de 2011

NOSSA ILHA


Rolando n’areia
Da praia que é nossa
Juntos querem
E desejamos
Um amor
Sem limites
Sem tabus
Livre e espontâneo
As ondas do mar
Comungam desse Amor
E brindam salpicando-nos
Com sua espuma
Deixando nossos corpos
Visíveis
Através da roupa molhada
Ilha do nosso Amor
Diferente de todas as outras
Onde nos tomamos por inteiro
À luz do luar
Em nossa nudez
Querida e apetecida
Doce
Amor de minh’alma
Sê meu homem na plenitude
Que a ti me entrego
Nesta que é só nossa
A nossa ilha…

Sem comentários:

Enviar um comentário

RASAS E ESPINHOS