domingo, 26 de junho de 2011

SINTO-ME


Mãos nas mãos
toco-me
e sinto-me
Abraço-me
como quem me me abraça
Estremeço
ao sentir que estou só
Água que escorre
em meu corpo
suave e doce
é como sentir-me
tocada
acariciada
e delicio-me
a pensar em ti
minha paixão
Comos estas àguas
que percorrem
e escoam por entre
as minhas mãos
queria-te
em vez delas
para me sentir tambem
mas contigo...

1 comentário:

  1. Fatima , como eu queria que isso acontecesse comigo..Lindo Poema bjs

    ResponderEliminar

ESCONDERAM-SE AS PALAVRAS