quinta-feira, 23 de junho de 2011

MEU CORPO


Com toques suaves
te delicias
suavemente em mim
Quanta música
pela ponta dos teus dedos
percorrendo
o teclado imaginário
existente
Um Danúbio Azul
onde àguas deslizam
calmas
seremas
Um Baile dos Cisnes
sentindo a leveza
do voo do desejo
Um Beijo Roubado
doce e terno
E porque não I have a dream
em tons suaves
mas tambem graves
mostrando o querer do sonho
Ou como Chico Buarque diz:
Chega de saudade
porque mata aos poucos
quem ama tanto
tanto desejo
querer
em tanta música
no meu corpo

2 comentários:

  1. "Chega de saudade
    porque mata aos poucos
    quem ama tanto"
    Lindo poema Fåtima!!!

    ResponderEliminar
  2. Há muita beleza nessas palavras , e eu vivo a sonhar ......desejo um encontro meu e seu neste lugar com o qual eu persisto em devanear.
    O sol a lua, ,o vento, a terra e o mar , são doces e furiosos elementos, que incendeiam esse querer , esse se entregar ,eu existo para o dia mágico em que você chegará de terras distantes pelo ar , por terre ou mar e virá num instante esse desejo em mim aplacar e com a força de seu beijo ,em mim arrefecer toda essa ânsia ... me tirando de um sentimento nevoento , misto de enlevo ,amor e pesar. Nesse instante tão divino e fantástico com o qual eu teimo em racionalizar , eu estarei tão pálida e perplexa que me porei a lágrimas rolar e assim será meu jeito de serenar tanto amor que estou guardando em mim ...só pra te dar .Eu quero "te amar ,te amar ..." até que o sol com a lua consigam se tocar....

    ResponderEliminar