sábado, 12 de maio de 2012




(...)

...No poema, soltei meus sentimentos ao vento, gritei meu sofrimento
No poema, calei lágrimas de minh'alma secas na
solidão
No poema, silenciei amor querido mas nunca esquecido!..


Fátima Porto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A MUDANÇA ASSUSTA