domingo, 6 de maio de 2012

DESEJO




Que nunca se acabe
O desejo que há em mim
Nem o teu cheiro
Os beijos na avidez de lábios suaves

Pois minha pele aqueça
E que a tua extravase
O que neste momento
Desejo de teu desejo

Quero sentir o sabor
De um amor crescente
Vivo, sentido

Sempre presente
E consentido…


Fátima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário