FRIO NO SILÊNCIO




Despida de nada
Tudo me traz a solidão

Atravesso o espelho dum presente
Pela memória do passado

Abraço-me na procura do teu calor
Ensaiando emoções partilhadas

Mas meu corpo sente frio no silêncio
Em lençóis amarrotados pela lembrança

Recordações dos lábios suaves de um beijo
Carícias consentidas e desejadas

Apenas são pensamentos calados
Voaram com o tempo…


Fátima Porto
Fotografia : Adalberto Gourgel

Comentários

Mensagens populares deste blogue

FIM DE LUTA

VIVENDO O AMOR