quinta-feira, 24 de novembro de 2011

AMOR DE OUTONO


Adormeço
Envolta em folhas de Outono
Amarelecidas
Ao vento frio

Meu afago
Ardor de minha alma
Extingue pouco a pouco
Levando para bem longe
O fumo negro
Das labaredas que incendiou


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

PEDRAS DA CALÇADA