domingo, 20 de novembro de 2011

VIAGEM


Corpo frio
Pensamentos vãos
Dor esquecida
De memórias presentes

Corpo aquecido
No próprio abraço
Perdido no espaço
À procura do teu

Odores misturados no ar
Anseiam em espírito
Poder alcançar
Num imaginário perto de ti
Fechando os olhos
Nessa viagem

Meu corpo
Sente-te
Vibra
Explode
Agarrada a mim…


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

PEDRAS DA CALÇADA