sexta-feira, 18 de novembro de 2011

LEMBRANÇAS


Desnudo-me
No nosso mundo
Perante ti
Para nós
Num só corpo

Há um desejo
Contido
Para lá do tempo
De bocas caladas
Olhos falantes

Fixo momentos
Imaginados instantes
Guardados na lembrança
Para nunca esquecidos
Num beijo selado

Olhos nos olhos
Caminhos percorridos
Jamais perdidos…


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

PEDRAS DA CALÇADA