segunda-feira, 9 de abril de 2012

BASTA DE SOFRER...




Dorido
Sangrando
Cansado, pobre coração
Esventrado de feridas profundas

Louco e alucinante
Entrega-se nas garras do amor
Perdendo o sentido real
Para na solidão gritar

O silêncio é seu companheiro
Mesmo em ideias distantes
Destruindo quimeras

Basta! Quero ir mais longe
Sarar minhas feridas
Clamar bem alto
O que profundo me dói
Sem ecos abafados…



Fatima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário

É NA PENUMBRA