segunda-feira, 9 de abril de 2012

CORPOS QUE SE DESPEM




Passos a passos
Lentamente
Indo ao teu encontro
Mostrando minha alma
Como visses um espelho

Olhos bem abertos
Profundos
Como se me despisses
E me tivesses a nu

Num abraço meigo e louco
E beijos querendo mais
Em olhares que se degustam
Nos corpos que se amam



Fatima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário

É NA PENUMBRA