sexta-feira, 20 de abril de 2012

PASSADO ANCORADO




Ancorado numa praia qualquer
Navio sem destino e sem rumo
Adornaste vazio de ideias
Perdido no tempo

Pescam saudades
No mar profundo
Sem ondas, em calmaria
Aquecido pelos braços do sol

Serves de muro numa idade esquecida
Em ferros entorpecidos pelos anos
E de quantas lágrimas derramadas
Misturadas nas águas desse mar imenso

Praia marcada
Em areias palmilhada
Por juventudes levadas pela brisa
Dos tempos de outrora ….


Fatima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário

UTANHA WÁTUA!

Singela homenagem a Carlos Gouveia (Goia),conhecido poeta Angolano Benguelense Retirado do seu livro com Edição CONVIVIUM BENGUELA 1972 ...