segunda-feira, 16 de abril de 2012

SENTIR DAS MÃOS




Sente no espaço
O vibrar do toque
Da minha mão na tua
Num sentimento de paz

Fecha os olhos
Nossas palavras juntam-se
Como a vontade dos corpos
Que em uníssono se doam

Imagino bem perto
Cabeça no teu peito
De respiração profunda e leve
Sem deixarmos de nos sentir

Vem
Dá-me a tua mão
Andaremos sempre de mão dada …



Fatima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO