quinta-feira, 12 de abril de 2012

SOL À TARDINHA...



Ah doce serenar
Sentir um sol-pôr
No abanar das palmeiras
À beira mar
Olhando o horizonte
Enquanto a brisa corre amena
Tocando no meu rosto

São saudades
Que tenho no peito
Fazendo chorar minha alma
Dos cheiros que sinto ainda

Oh mar traz-me mensagens
Da terra que tanto amo
Pois diluindo as mágoas
Em todas as imagens que vejo

Terra amada
Terra querida
Do belo sol à tardinha…


Fatima Porto
Fotografia : Adalberto Gourgel

Sem comentários:

Enviar um comentário

FAZ FALTA OUVIR O CORAÇÃO