quinta-feira, 24 de novembro de 2011

PROCURO NADA


Passo a passo
Pés marcados
Na fina areia molhada
Procuro nada
Num silêncio
Sem respostas

Sombra que persegues
Nada és sem mim
Encontra o pensamento
Que atordoa
E inebria minha alma

Mar
De meu encantamento
Não apagues as marcas
Na fina areia molhada…



Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

AMOR DE OUTONO


Adormeço
Envolta em folhas de Outono
Amarelecidas
Ao vento frio

Meu afago
Ardor de minha alma
Extingue pouco a pouco
Levando para bem longe
O fumo negro
Das labaredas que incendiou


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

VAGUEIO


Ventos açoitam
Tranquilidade da alma
Como tornados
Em dias de vendavais

E a chuva que cai
No peito dorido
São lágrimas minhas
Pesadas
Sofridas
De um coração perdido

Vagueio
Suportando meu penar
Exposto ao vento cruel
Procurando uma luz
Que alegre infeliz vida…



Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

QUIMERA


Sonho
Sonhado
Em vãs quimeras
Para trás deixado

Em deleite prostrada
Quisera eu
Ter-te presente
Coração afagar
Carinhos meu corpo gozar

Loucura
Tais quereres
Quando se está só
Vontade de fechar olhos
Para não voar
Nas asas da fantasia



Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

MULHER|AVE AGONIZANTE


Alma aniquilada
Frustrada
Imaginação morta
Como uma ave moribunda

Mulher amordaçada
Torturada
Violada
Calada
Escondida
Por medo
Vergonha

Basta!
Basta!!

Mulher de alma esfarrapada
Coração ferido
Calcado
Esventrado
Dá vida ao pássaro
Que habita em teu ser
Deixa-o voar… voar

Mulher
Ser maravilhoso
Que não foi criado
Para ser espezinhado
Mas para ser AMADO!


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

terça-feira, 22 de novembro de 2011

ESTRELA-DO-MAR


Veio uma estrela-do-mar
Abeirar-se dos meus pés
Pensei
Trazer um segredo
Das profundezas do mar

A brisa estava calma
O mar calmo
Espraiava-se na areia
Com a estrela ao meu lado

Surpresa
Espanto
Medo
Senti naquele momento
Ao ver uma estrela
Perto dos meus pés

Peguei nela com carinho
Tal sua delicadeza
Segredo nada me trouxe
Foi um devaneio meu

Por instantes fiquei triste
Deixei uma lágrima rolar
Devolvi ao mar meu tesouro
A pequena estrela-do-mar



Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

ENCONTRO DESEJADO


Suspende teu olhar
Ao me quereres
Nossos corpos se encontrarão
No mais puro deleite
Onde próprio Mundo
Só nos pertences

Flutuamos em quimeras
Por nós tidas
Abraços de ardores
Onde almas flamejam
Labaredas que incendeiam
Num encontro almejado

Toca tua mão na minha
Acaricia meu rosto
E verás que é realidade…


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

FANTASIAS


Vestida de branco
Sobre as rochas
De uma cascata
Aguardo teu regresso

Imagino-te
Caminhando através da agua que cai
Ao meu encontro
Numa fantasia arrebatada
Desejada
Pretendida
Ansiada

Corpos molhados
Se encontrarão
Vivendo momentos
Prazeres queridos
Transformando-se em um só
Sem palavras
Unicamente num longo beijo…


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

domingo, 20 de novembro de 2011

VIAGEM


Corpo frio
Pensamentos vãos
Dor esquecida
De memórias presentes

Corpo aquecido
No próprio abraço
Perdido no espaço
À procura do teu

Odores misturados no ar
Anseiam em espírito
Poder alcançar
Num imaginário perto de ti
Fechando os olhos
Nessa viagem

Meu corpo
Sente-te
Vibra
Explode
Agarrada a mim…


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

ROSA QUEIMADA


Rosas que incendeiam
Em pétalas de ardor
Com espinhos que ferem
Feridas profundas
Causam lágrimas
Sentidas
Que dilaceram
Almas puras
Incendiando corações
Latejando forte
Em desejos contidos
De um pensamento
Voando para bem longe
Na brisa quente
Da rosa queimada…


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil