quarta-feira, 7 de março de 2012

PALAVRAS




Palavras
Palavras sonhadas
Que se querem ouvir
De vontades reais
Soltas mas baixinho

Palavras
Palavras de mel
Que se saboreiam
De desejos sinceros
Surgidos do nada

Palavras
Palavras de estrelas
Que cintilam na noite
De chamas em paixão
Abraços em calor

Palavras
Palavras de sol
Num dia de trovoada
Que aquecem a alma
E sorrisos aos olhos

Palavras
Palavras sem nexo
Num louco depois
Como chuva caída
De segredos em nós…

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO