terça-feira, 6 de março de 2012

USADA




Casa devoluta
Usada
De paredes brancas sujas
Onde palavras vagueiam
E escorregam na dor

Chão destruído
Em angústias profundas
Que ferem na indiferencia
Fazendo sonhar

Olhos que se fecham
Fazendo acreditar numa vontade
Próprio de quem tem incertezas
Com sentimentos que cala
E sensação de tristeza
Num canto da casa destruída

Derramam-se lágrimas
Num observar atento
Querendo gritar
Apenas tendo como resposta
Sua própria voz
Em casa oca….

Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCOBRIR-ME...