quarta-feira, 21 de março de 2012

VENCEDORA




Escorreguei em becos lamacentos
Cairei as vezes que forem precisas
Levantando-me outras tantas
Mas implorar… isso NÃO

De joelhos e mãos sangrando
Com alma em chaga aberta
Meu coração chorará
Mas no meu rosto nada se verá

Irei por caminhos, estradas
Desvendarei florestas inexploradas
Mas por mim própria
Para por fim lavar a lama que carrego

Eu sei do que sou capaz
Mesmo sozinha
Mostro meu valor
Na derrota e na luta
Eu sou vencedora…

1 comentário:

  1. "Eu sei do que sou capaz
    Mesmo sozinha
    Mostro meu valor
    Na derrota e na luta
    Eu sou vencedora…"


    feliz dia de todos os poemas, estimada amiga!

    beijinhos!

    Hedukiesse

    ResponderEliminar

DESCOBRIR-ME...