segunda-feira, 19 de março de 2012

A RODA DA VIDA




Gira e volta a vida
Na roda do tempo
Fazendo trilhar anos de vida
Para que ela pare, nunca parando
Sempre andando sem olhar para trás

E volta a girar a roda da vida
Em trilhos e atalhos percorridos
Doridos, penosos
Às vezes caídos
Continuando a girar
Sem nunca parar

Que rode a vida num tempo lembrado
Onde tudo é um pouco recordações
Nada se apaga nem rasga apenas passa
Onde giram horas da roda da vida

E a roda não para sempre a girar
Para contar a história de uma vida
Que roda em nós do passado
Se desenlaçam num presente
Para voarem rumo ao futuro
Sem nunca parar de girar…

Sem comentários:

Enviar um comentário

UTANHA WÁTUA!

Singela homenagem a Carlos Gouveia (Goia),conhecido poeta Angolano Benguelense Retirado do seu livro com Edição CONVIVIUM BENGUELA 1972 ...