terça-feira, 6 de março de 2012

TEMPO




...Nunca existiu o “cedo” ou “tarde”…
Nem o “certo” ou “errado”…
As coisas quando têm para acontecer
É no momento exacto…
E sem serem por acaso…

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO