quarta-feira, 12 de junho de 2013

DOCE AMAR



Meu amor…

Vamos amar até ser dia,
beija minh'alma
com teu perfume,
com sabor de baunilha
e ouve-me,
Tacteando lentamente

Sim meu amor,

Olha-me com ternura
sem palavras,
E nossas bocas unidas
beberão nossa paixão

Sente nossos corpos
Que em ardor e tremendo
de tão doce emoção,
Querendo um nunca mais terminar

Vem amor meu,

Mãos nas mãos
Para em teu colo descansar
D’uma chama que não se extingue
Mas que no silêncio de nós,
Esculpirá doce paixão
Em páginas d’amor exaltado...


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

PEDRAS DA CALÇADA