quarta-feira, 5 de junho de 2013

PORQUE PENSAR



Adormeço em teu perfume,
Com a distância no teu sentir,
Na vontade de em ti estar
E a voz segredar

Desejo teu acordar
Em fragrâncias de carícias,
Beijos serem meu despertar

Teu querer enlouquece-me
Fazendo pensar,
E fechando os olhos à razão
Numa explosão de emoções,
Correndo como águas de um rio manso

Pois que transbordem do leito
Nos seus profundos sentimentos,
Deixando para trás o passado,
Desejando veemente o presente
Antevendo o fascino no destino…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário