quinta-feira, 3 de julho de 2014

RETRATOS

RETRATOS

Retratos de palavras caladas,
Que transbordam sentimentos vividos
Em distâncias perdidas

Retratos molhados
Por lágrimas que rolam
De uma saudade presente

Retratos amarelecidos
No relógio do tempo,
D’um passado voltado para o presente
Levado p’las nuvens do futuro…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

PRAIA DA SERENIDADE