quinta-feira, 31 de julho de 2014

SER POETA

SER POETA

Soletro palavras escritas
Do meu sentimento,
Em boca fechada,
Deixando minh'alma falar,
Com folhas brancas
Salpicadas de paixão

Mágoas tristes
Molhadas com lágrimas,
Num sentimento inquieto
Nas palavras caladas

Ah, quem me dera ser poeta
Ter nas mãos expressões
Que nascessem da alma

Se fosse poeta,
Largava meu coração ao vento
D'uma fantasia real...

Fátima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário

NÃO MOSTRO MEU OLHAR