sábado, 19 de julho de 2014

SOU ASSIM

SOU ASSIM

Sou imperfeita,
Quando não brilho,
Que calo,
Não dizendo o que sinto

Sou assim,
Alegria e tristeza, intensas,
Instabilidade e segurança,
Porém sem ansiedade

Contudo queria dar-te o outro lado,
O melhor de mim,
Aquilo que oculto
Mas que os meus olhos falam

Sou assim,
Num dar e receber
Continuo,
Por ti e por mim

Sou assim…

Fátima Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário

SONHO EM DELÍRIOS