sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

ILHA DE AFAGO




Mar…
Que se vai espraiando
Como braços num afago
Ao por do sol
Numa ilha encantada
Que acontece do nada
Mas sempre presente
No querer do ensejo
Parecido a longo beijo
De eternos namorados

Ilha de fascínios inolvidáveis
Enlaçada no mar manso e doce
Espera num correr atento
A voz da sereia seduzida…

Sem comentários:

Enviar um comentário

FAZ FALTA OUVIR O CORAÇÃO