sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

LOBA MULHER




No silêncio da noite
Transformo-me
Na mulher que traz em si
Uma loba em cio
Uivando bem alto
À procura do seu macho

Com loucura
De mansinho
Vibra em mim
Como te quero

Em todo o meu ensejo
Rasgando toda tua pele
Para te ter por inteiro
Indo até aos confins
De ti próprio
Onde só tu te conheces
E não mostras

Vou dar uivos
Enlouquecidos
Vindo das entranhas
Quando a insanidade
De mim
Tomar conta de ti

O teu uivo será mais forte
Demasiado incontido
E em uníssono
Se ouvirá apenas um

A fêmea
Loba-mulher…

1 comentário: