quarta-feira, 24 de abril de 2013

ABRAÇOS DE MAR




Chegaste,
Ocupando meu coração,
Todo o meu ser
Racional,
Imaginário

Vem serenamente
Revelando os meus silêncios,
Na forma de saber amar
Sem obstáculos,
Deixando-me abraçar-te

Semelhante ao mar
Quando abraça a areia, na praia
Com a espuma de sabor a sal,
Beijando-a com paixão

Vem
E dá-me teus braços,
Como o mar abraçando a areia,
No degustar do nosso amor…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

NÃO MOSTRO MEU OLHAR